quarta-feira, 8 de maio de 2013

Gelson Ferraz destaca Fórum sobre Exploração Sexual Infanto Juvenil


                Vereador do PRB preside a Comissão de Turismo da CMFor - Foto: Genilson de Lima
O presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Emprego e Renda, vereador Gelson Ferraz (PRB), utilizou o tempo da liderança partidária da sessão desta quarta-feira, 8, para destacar a realização do Fórum sobre a Exploração Sexual Infanto Juvenil na Câmara Municipal de Fortaleza, no próximo dia 10 de maio, a partir das 14h30. O debate, como atentou o parlamentar, evidencia uma preocupação em relação à Copa do Mundo em Fortaleza e o turismo com foco na exploração de crianças e adolescentes fortalezenses.
“Fortaleza pode ser uma cidade de muitas crianças pobres, mais que não precisa desse tipo de turismo”, ponderou Gelson Ferraz. O folder do evento destaca o “roubo da infância das crianças fortalezenses”, chamando a atenção da sociedade e das autoridades sobre a problemática. “Nós estaremos fazendo um grande trabalho, queremos contar com os vereadores na campanha de combate ao turismo sexual e exploração infantil”, ressaltou.
Gelson Ferraz destacou as blitzes que a Comissão realizou em hotéis, espaços públicos e no Aeroporto Pinto Martins sobre a legislação de combate à exploração sexual. As mobilizações contaram com o apoio da sociedade, sendo bem recebidas pelos turistas, como apontou o vereador.
POR ADRIANA ALBUQUERQUE

DIA 08 DE MAIO

DIA DO ARTISTA PLÁSTICO
DIA DO PROFISSIONAL DE MARKETING
 DIA DO PINTOR

terça-feira, 7 de maio de 2013

PARABÉNS À TODOS OS OFTALMOLOGISTAS!


07 DE MAIO - DIA DO SILÊNCIO


Chegamos ao fundo do poço com relação à segurança pública do Estado diz Gelson


        Vereador do PRB afirma não ser possível suportar mais a insegurança - Foto: Genilson de Lima
O vereador Gelson Ferraz (PRB) levou à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza, na manhã desta terça-feira, 7, um debate sobre a violência e a insegurança que afeta a cidade de Fortaleza. Gelson iniciou seu pronunciamento destacando a manchete de hoje, do Jornal O Povo, que informa a ocorrência de 873 mortes a bala em 4 meses, e afirmou ser claro que a forma de fazer segurança no Estado não está dando certo, e que isto não é mais uma guerra, é uma “carnificina”.
“Nos Estados Unidos, com a morte de três pessoas, o Presidente foi em cadeia nacional lamentar o ocorrido e se solidarizar com a população. E aqui em Fortaleza? Quase 900 pessoas vitimas de homicídios e nenhuma justificativa. Nenhum pedido de desculpa. Nenhum solidariedade com a população”, reclamou.
O parlamentar ainda criticou a facilidade de comprar uma arma ou alugar uma pistola e fez um comparativo entre a morte de um jovem viciado de drogas na periferia e a morte de um empresário. Segundo Gelson, a sociedade e o poder público não demonstra indignação pela morte de um viciado. “É lá na periferia, então deixa pra lá. São viciados em crack, deixa pra lá. Não aconteceu comigo, deixa pra lá”, disse o vereador, se referindo a uma maneira de as pessoas pensarem.
Gelson ainda cobrou que está na hora desta Casa pensar em tomar “as rédeas desta situação” e encaminhar um pedido de intervenção do Governo Federal na segurança pública da Região Metropolitana de Fortaleza.
“Vamos colocar a força de segurança federal nas ruas. Nós temos que buscar alguma alternativa para inibir isso”, finalizou o parlamentar.
Convite
Gelson ainda fez um convite a todos os vereadores, para que compareçam ao Fórum que a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Emprego e Renda vai realizar, na próxima sexta-feira, 10, às 13h30, no auditório Ademar Arruda, para debater o turismo com motivação sexual.
Ele ressaltou a participação no evento, do Secretário de Turismo do Estado, Bismark Maia; do Secretário Municipal de Turismo de Fortaleza, Salmito Filho; representantes da UNICEF para o Ceará, Píauí e Maranhão, Dr. Rui Falcão; do Ministério público; Comitê Local de Proteção Integral de Criança e Adolescentes na Copa das Confederações e Copa do Mundo; além de representantes de todo trade turismo e dos organismos de segurança.

Pronunciamento realizado em: 07/05/2013



Senhoras e Senhores,
Bom Dia a Todos.

Eu quero aproveitar esta primeira parte do meu pronunciamento de hoje, senhor Presidente, para fazer um convite a todos os vereadores e vereadoras desta Casa, apara que possam estar conosco no Fórum que a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Emprego e Renda realizará na próxima sexta-feira, a partir das 13h30.

Nós vamos reunir algumas das maiores autoridades do país para debater o turismo com motivação sexual, que tanto aflige a imagem de Fortaleza como destino indutor do turismo.

Teremos aqui a participação do secretário de turismo do Estado, Bismark Maia; do secretário municipal de turismo de Fortaleza, Salmito Filho; de representante da UNICEF para o Ceará, Piauí e Maranhão, Dr. Rui Falcão; do Ministério Público, através da promotora Antônia Lima Silva; do Comitê Local de Proteção Integral de Crianças e Adolescentes na Copa das Confederações e Copa do Mundo, através das senhoras Michele Campelo e Núbia Pena; além de representantes de todo o trade turístico, dos organismos de segurança, enfim, de uma gama de pessoas e entidades voltadas para este debate.

E nós gostaríamos muito de contar com a presença das senhoras e dos senhores, como forma de incentivar e debater esta questão que é tão cara para a cidade de Fortaleza.
Será na próxima sexta-feira, dia 10 de maio, as 13h30. Conto com a presença de todos.

A segunda parte do meu pronunciamento, senhoras e senhores, eu gostaria de dedicar ao absurdo que estampado na manchete de hoje do Jornal O Povo, onde diz “873 Mortes a Bala em 4 Meses”.

Senhor Presidente, meus caros colegas, o que o Jornal O Povo brilhantemente noticia neste 7 de maio de 2013, é que chegamos ao fundo do poço com relação á segurança pública no nosso Estado.

Sete pessoas assassinadas todos os dias em Fortaleza e municípios da Região Metropolitana.

Isto não á mais uma guerra, senhor Presidente, por que esta já foi perdida. Isto é uma verdadeira carnificina.

É claro que a forma de fazer segurança não está dando certo. Há tempos que vinha fugindo ao controle do Estado.

Mas o que nós vemos agora, diante dessa manchete, é que o caos está instalado. E não vemos ninguém vindo a público justificar esta aberração.

Nos Estados Unidos, com a morte de três pessoas numa explosão em Boston, o Presidente Obama foi em cadeia nacional lamentar o ocorrido, se solidarizar com a população e dizer que tomaria providências.

Aqui em Fortaleza, quase 900 pessoas vítimas de homicídio, mais as sete que morrerão hoje, e nada. Nenhuma justificativa. Nenhum pedido de desculpas. Nenhuma solidariedade com a população.

Isto é revoltante senhor Presidente, porque é esta a imagem que está sendo passada para os outros países. Algo do tipo: “vamos para a Copa em Fortaleza, então devemos providenciar um colete à prova de balas”.

Eu pergunto as senhoras e aos senhores vereadores, se vamos ficar silentes sobre esta tragédia. Parece até que não é conosco.

Mas é SIM. É aqui em Fortaleza que foram e são assassinadas a maioria dessas pessoas. Então é assunto da nossa competência!

Os organismos de segurança estão feito baratas tontas, sem saber o que fazer. E se sabem o que fazer, é ainda pior, porque não fazem.

São os cidadãos de Fortaleza que estão sendo mortos, porque está fácil encontrar uma arma. Tá fácil alugar uma pistola e ir ali na esquina tirar uma vida.

E os senhores sabem porque é que nós agimos assim, com tanta naturalidade diante disso? Porque quem está morrendo são os pobres, os desvalidos.

Deixa acontecer de um estudante, um empresário, um figurão tomar um tiro e morrer. Aí é passeata, manifestação, e por aí vai.

É lá na periferia...então deixa pra lá. São viciados em craque...deixa pra lá. Não aconteceu comigo...deixa pra lá.

Deixa pra lá nada.

A cidade está um caos. Todos sabemos, pouco fazemos. Tem futebol, então tá bom. Tem showzinho, então tá bom.

Chega de tanta irresponsabilidade e desdém com a vida humana.

Eu penso, senhor Presidente, que está na hora desta Casa pensar em tomar as rédeas desta situação e encaminhar um pedido de intervenção do Governo Federal na segurança da Região Metropolitana de Fortaleza.

Vamos colocar a força de segurança federal nas ruas. Nós temos que buscar alguma alternativa para inibir isso.

Façam as contas, serão duas mil e quinhentas pessoas mortas até o final do ano. Como conseguir dormir com uma informação dessas?

Vamos pensar nisso, senhor Presidente, em pedir ajuda ao Governo Federal, à Presidenta Dilma, para que possamos colocar ordem nesse caos.

Vou ficando por aqui, senhor Presidente, mas com a certeza de que esta Casa não pode mais calar diante de tanto descalabro na segurança.
   
Por enquanto é tudo, senhor Presidente.

Vereador Gelson Ferraz desabafa na tribuna

Vereador Gelson Ferraz desabafa na tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza: "Isto é uma carnificina!" Sobre o número de mortos, no Ceará, veiculado no jornal O Povo.