domingo, 6 de junho de 2010

DISCUTIR O FUTURO DA NATUREZA NA CAPITAL CEARENSE DÁ FRUTOS

      

         Semana Internacional do Meio Ambiente movimentada na Câmara Municipal de Fortaleza. Debates, propostas e um mesmo pensamento: sem a natureza não há saída.
           A maioria das ações que ganham espaço numa cidade passa primeiramente pelo legislativo. Na Capital cearense, a Semana Verde fomentou uma Audiência Pública que reuniu diversos parlamentares, de várias denominações partidárias e também dezenas de ambientalistas além de membros ligados ao movimento verde, como da Agenda 21 que congrega cerca de 60 entidades.
          Liderando este momento de consenso e presidindo a Audiência Pública esteve o vereador Gelson Ferraz. Além de presidir a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Emprego e Renda, da Casa, o parlamentar é membro atuante da Comissão de Urbanismo e Meio Ambiente.
        Os debates ganharam dinamismo com a presença dos políticos que possuem propostas de lei envolvidas com a proteção da natureza. O próprio presidente do evento, Gelson Ferraz, é propositor de projetos nessa área, como que dispõe sobre proteção ao meio ambiente, através de controle de destino de óleos lubrificantes servidos, na Capital e a criação do selo Empresa Amiga do Meio Ambiente do município de Fortaleza e o certificado Gentileza Ambiental.
          Através do encontro foram lançadas novas propostas e encaminhamentos voltados a um dos maiores desafios das sociedades do século XXI: celebrar uma harmonia com o meio ambiente além de criar um desenvolvimento sustentável possível a todos.

Assessoria de Comunicação

LEGISLATIVO LANÇARÁ CARTILHA COM LEGISLAÇÃO AMBIENTAL DE FORTALEZA

Comemorando a Semana do Meio Ambiente Chico Mendes da Câmara Municipal, foi realizada na tarde de 02/06, audiência pública para apresentar o balanço das contribuições do Legislativo Municipal ao meio ambiente. A ocasião foi marcada pelo anúncio da elaboração de uma cartilha com todas as leis ambientais aprovadas pela Casa do Povo, dado pela coordenadora do Câmara Ambiental, Ana Patrícia Lima. O debate contou ainda com a participação dos vereadores Carlos Dutra (PSDB) e Verônica Gurgel (PP); do diretor do Instituto Brasileiro de Defesa da Cidadania, Paulo Melo.
Ana Patrícia, do projeto Câmara Ambiental, destacou a exploração da natureza em proveito de poucos, e que os resultados são a degradação do meio ambiente. Ela enfatizou as ações realizadas pela Câmara na conscientização da sociedade, e evidenciou a campanha “Eu não jogo lixo na rua e você?”, que realizará um “adesivaso” no cruzamentos da Praça 31 de Março, no próximo dia 20 de junho. 
O presidente da Frente Parlamentar Ambientalista, vereador João Alfredo (PSOL), ressaltou a importância da implementação da legislação existente no município. Ele destacou ainda a necessidade de bibliotecas nos órgãos públicos, além do acesso virtual, colocando a sociedade a par das leis ambientais. 
“Uma semana só não basta para orientar as pessoas sobre a preservação do meio ambiente, temos que fazer movimentos em prol da terra, e com a ajuda dos vereadores, contribuiremos para transformar a nossa cidade e deixá-la mais bonita”, enfatizou Gelson Ferraz.
O vereador Gelson Ferraz (PRB), propositor do debate, elogiou o empenho de todos os parlamentares na preservação do meio ambiente. Ele apresentou projetos aprovados na Câmara que reforçam a luta pelo meio ambiente: a criação de Áreas de Proteção Ambiental (APA''s) da Maraponga, de Messejana e do Rio Ceará; dos Parques Ecológicos da Lagoa de Porangabussú e da Parangaba; o tombamento dos Espelhos D''água da Parangaba e da Messejana. 

Reportagem de Adriana Albuquerque e Liz Bitú