quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

PRB ganha capacitação na Capital



A palestra “Comunicação & Marketing Político: E eu com isso?” abriu os eventos do Partido Republicano Brasileiro no último mês do ano. Para ministrar o assunto foi convidado o jornalista e especialista em marketing eleitoral e político, Danilo Amaral.
“Estamos na era da informação e ninguém que queira se manter no atual mercado de trabalho competitivo, pode deixar de lado a busca pelo conhecimento. E encontros com este favorecem o aprendizado e fomentam essa busca”, afirma o palestrante.
Cerca de 40 pessoas, entre filiados, assessores e militantes participaram do encontro que durou toda manhã e parte da tarde. O espaço escolhido foi um dos mais prestigiados hotéis do Ceará, o Marina Park Hotel.
Entre os temas apresentados estiveram as diversas formas de comunicação e a importância de se comunicar bem para alcançar o sucesso, a automotivação, os desafios da qualificação no mercado de trabalho, além do uso do marketing pessoal no dia-a-dia. Eleições, campanha política e manutenção do mandato não foram esquecidas com o momento voltado exclusivamente para o marketing político e eleitoral.
A promoção foi do vereador da Câmara Municipal de Fortaleza e presidente do PRB na Capital, Gelson Ferraz. Segundo o parlamentar, “temos que buscar dar as melhores ferramentas para nossos colaboradores estarem preparados para a nova política brasileira além de proporcionar um atendimento mais qualificado ao nosso público. Um encontro como este dá a oportunidade de reconhecermos onde estamos errando, corrigir essas falhas e capacitarmos para vencer os desafios futuros”, finaliza o político.

Assessoria de Imprensa








GELSON FERRAZ DESTACA DEMANDAS APONTADAS PELO PACTO POR FORTALEZA


A necessidade de priorizar o planejamento urbano de Fortaleza e de criar políticas para a juventude foi o mote do pronunciamento do vereador Gelson Ferraz (PRB). As duas demandas, segundo destacou, foram levantadas nas discussões do programa Pacto por Fortaleza – a Cidade Que Queremos até 2020.
Gelson ressaltou sua “epopeia” pela recriação do órgão de planejamento urbano de Fortaleza, objeto de projeto de indicação de sua autoria aprovado este ano na Câmara, e a urgência de uma ação mais proativa no sentido de oferecer à juventude perspectivas de futuro. Ele cita a importância, por exemplo, da criação de áreas de lazer, de escolas em tempo integral e de espaços para a prática de esportes e artes.
O vereador relatou o caso de uma praça na terceira etapa do Conjunto José Walter, que foi tomada por bares. E com um detalhe: tudo isso ocorre em frente a uma escola municipal. “Os espaços foram concedidos pela Prefeitura sem que houvesse qualquer preocupação com a influência que possa exercer sobre os alunos, todos adolescentes e jovens, que coabitam com mesas e bebidas alcoólicas há poucos metros da principal entrada dos estudantes na escola”, criticou.
Para Gelson, é necessária uma atitude urgente para salvar os jovens, que têm sido as principais vítimas da violência e das drogas, principalmente do crack. “Nossos jovens estão se acabando e nós, nesta Casa, temos que tomar providências urgentes. O ano já está acabando, e penso que a inércia dos organismos de governo e a espera para o ano que vem será muito danosa, porque o fato concreto é que, em pouco tempo, muitos estarão presos, doentes ou vitimados por esta droga cruel”.
Gelson destacou ainda o papel das igrejas em mobilizar os jovens e colocá-los longe desses males. Para o vereador, os governos podem tomar tais iniciativas como exemplo. Ele citou a ação do pastor Júnior, da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd). No último sábado, segundo o vereador, o pastor conduzia cerca de cinco mil jovens em atividades de louvor na unidade da Iurd do Centro. “Vamos nos lembrar e divulgar o trabalho deste jovem pastor pernambucano, que entregou sua juventude a este trabalho de resgate que tem contribuído muito com a cidade e com o Estado”.
ELEIÇÃO– Sobre a eleição que escolheu a nova Mesa Diretora, Gelson Ferraz destacou o espírito democrático com que o processo foi conduzido. Ele aproveitou também para parabenizar o presidente Salmito Filho (PT), “que fez uma gestão diferente, empreendedora, dinâmica e voltada para o debate”. Segundo ele, um dos “bons frutos” colhidos nesta gestão foi o Pacto por Fortaleza.

Reportagem de Edwirges Nogueira

PRONUNCIAMENTO - 16/12/2010

Senhor Presidente,
Senhoras e Senhores Vereadores,
Assessores e demais Servidores,
População que nos acompanha pela TV Fortaleza e Rádio Líder FM,
Toda imprensa e todos aqui presentes,



Passado o processo de eleição da nova Mesa Diretora, e já aproveitando para parabenizar aos futuros novos dirigentes desta Casa, na pessoa do vereador Acrísio Senna, que durante algum tempo liderou a nossa bancada e que agora recebe uma missão ainda mais árdua e desafiadora.
Eu não tive a oportunidade de me pronunciar no dia de ontem, mas eu não posso deixar de registrar o espírito democrático com que foi conduzida a eleição da Mesa, demonstrando todo o caráter republicano deste Legislativo.
Quero parabenizar ao Presidente Salmito Filho, que fez uma gestão diferente, empreendedora, dinâmica e voltada para o debate.
Hoje nós colhemos bons frutos como o Pacto por Fortaleza, que dentre as suas prioridades pretendidas, mobilizou a cidade em torno do debate sobre a necessidade de planejamento. E desde já, no meu último pronunciamento deste ano, reafirmo as duas bandeiras que tenho defendido ao longo do meu mandato.
A primeira é a nossa epopéia pela recriação do IPLAM. Nós já contamos com a simpatia da Prefeita Luizianne Lins para a recriação deste importante órgão de planejamento, mas ainda enfrentamos uma resistência descabida por parte de alguns técnicos e gestores da área.
Nós conseguimos aprovar, este ano, um projeto de Indicação aprovado por unanimidade dos vereadores, e que já está nas mãos da Prefeita. Vamos aguardar o seu posicionamento em 2011 e torcer para que a Prefeita Luizianne Lins possa dar este presente à cidade de Fortaleza até o final do seu mandato.
A outra bandeira que empunhamos e defendemos, é a da revisão da nossa legislação municipal. Nós defendemos um amplo processo de discussão, de estudo, de aglutinação e de simplificação do nosso ordenamento de leis, como forma de garantir para as futuras gerações, o direito de terem leis enxutas, claras, executáveis e em número bastante inferior aos quase dez mil diplomas hoje em vigência.
Mas senhor Presidente, o Pacto por Fortaleza também nos apresentou uma demanda vital para a cidade, que é a necessidade de uma política de governo voltada exclusivamente para juventude, com uma ação mais proativa, inclusive com a criação de áreas de lazer, de escolas em tempo integral, de espaços públicos para a prática de esportes e artes.
O que temos hoje, senhoras e senhores, são os espaços públicos destruídos, ainda que a Prefeita lute tanto por uma Fortaleza Bela, que é um sonho coletivo da sociedade, ainda de conviver com exemplos como o da Praça na 3ª Etapa do Conjunto José Walter.
Ali, senhor Presidente, os espaços foram tomados por bares, mesas e cadeiras por todos os lados. Isso tudo ao lado de uma escola pública municipal.
Os espaços foram concedidos pela Prefeitura, sem que houvesse qualquer preocupação com a influência que possa exercer sobre os alunos, todos adolescentes e jovens, que coabitam com mesas e bebidas alcoólicas há poucos metros da principal entrada dos estudantes na escola.
E é através do álcool, senhor Presidente, que é a ponte mais curta para as drogas, que estes jovens são iniciados e atraídos pelo tráfico. Hoje o José Walter, como exemplo, convive com um verdadeiro exército de dependentes do crack.
Onde deveríamos ter diversas modalidades de esporte, educação e lazer, temos bares, bebidas e traficantes.
As pesquisas demonstram que, nos últimos 8 anos, a taxa de homicídios no Ceará cresce em torno de 49,3%. Somente em 2009, foram registradas mais de 1900 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes em Fortaleza.
De acordo com a Secretaria Nacional de Direitos Humanos da Presidência da Republica, Fortaleza é, pelo 3º ano consecutivo, a capital que mais denuncia a violência no País.
Isto, para nós que lutamos, divulgando o disque 100, inclusive com o trabalho desenvolvido na Comissão de Turismo, é um excelente este resultado. É sinal de que o povo não aceita mais os abusos contra nossas crianças e adolescentes.
Mas temos que ressaltar, que apesar das ações do Poder Público, o início de todo este sofrimento advém das drogas, principalmente do crack, que vem destruindo tanta gente independente de sexo e idade.
Nossos jovens estão se acabando. E nós, nesta Casa, temos que tomar providências urgentes. O ano já está acabando e penso que a inércia dos organismos de governo, e a espera para ano que vem, será muito danosa. Por que o fato concreto, é que em pouco tempo, muitos estarão presos, doentes ou vítimas desta droga cruel.
Eu tive a oportunidade de assistir um programa de televisão, com a participação de um humorista cearense muito querido pelo povo, que dava o seu testemunho dizendo que sentiu na pele a dor de ter sido viciado em drogas. E que enquanto fazia sorrir as multidões, chorava por dentro por ver sua vida sendo destruída.
E esse mesmo cidadão cearense, recuperado, tem hoje a alegria de estar livre e de poder ajudar a tirar tantos jovens desta destruição, através de um trabalho mantido com seus próprios recursos.
Senhor Presidente, nós temos que ter vontade e coragem para construir políticas públicas mais eficazes. Os governos devem voltar seus olhos para o que vem ocorrendo, principalmente, nas Igrejas evangélicas. Estas instituições estão de se movendo em favor dos nossos jovens.
Um exemplo prático disso eu pude presenciar no último sábado, quando visitei a Igreja Universal do Centro da Cidade, e me deparei com cerca de 5.000 jovens, trazidos de diversos bairros da cidade, para louvarem, dançarem e, principalmente, ouvirem a Palavra de Deus, que é uma porta para a liberdade dessas pessoas.
Regidos pelo Senhor Jesus e seu jovem servo, o Pastor Júnior, ali estavam inúmeros jovens que foram libertos das drogas, prostituição e retornaram ao seio da família. E são estes mesmos jovens que hoje saem em busca de outros, que ainda dependem das drogas.
Nós vamos nos lembrar e divulgar esse trabalho, deste jovem pastor pernambucano, que entregou sua juventude a este trabalho de resgate, que tem contribuído muito com a cidade de Fortaleza e com o estado do Ceará. Vamos inclusive propor, com o apoio de todos os senhores e senhoras, a concessão de um Título de Cidadão ao Pastor Júnior.
Portanto, senhor Presidente, temos que quebrar esta cadeia de acontecimentos, omissões e ações equivocadas, que vêm desde a ocupação irregular de nossas praças; da facilidade proporcionada pelo fácil acesso de traficantes aos nossos adolescentes; e da necessidade do Poder Público voltar seus olhos para os bons exemplos que vêm sendo praticados pelo terceiro setor e pelas Igrejas.
Mas o que nós não podemos perder de vista, senhor Presidente, é do papel vital desta Casa, em propor ações, em fiscalizar, em dar voz e vez aos pleitos coletivos da sociedade.
Eu encerro meu pronunciamento, desejando a todos boas festas, que nós possamos nos confraternizar com nossas famílias, com nossos amigos, na paz do Senhor Jesus Cristo.
Desejando, também, que a nossa Prefeita Luzianne Lins, o nosso Governador Cid Gomes e nossa Presidente Dilma Roussef, possam conduzir os destinos da nossa gente, sempre buscando o melhor para o nosso povo.

Um Feliz Natal antecipado para todos.

Por enquanto é tudo, senhor Presidente.

Obrigado.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

DIA DA BÍBLIA EM FORTALEZA


Com o Centro comercial de Fortaleza lotado de pessoas para as compras natalinas um movimento a mais chamou atenção de quem passou por lá neste domingo, dia 12. Centenas de fiéis de diversas igrejas evangélicas comemoraram o Dia da Bíblia. A data foi criada em 1549, na Grã-Bretanha e é celebrada todo segundo domingo de dezembro.
O local escolhido para o evento foi a Praça José de Alencar. Nela, além dos tradicionais discursos exaltando a importância do Livro Sagrado na vida de todos, membros da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) distribuíram cerca de 500 exemplares da Bíblia entre a multidão. Liderando a iniciativa estava o vereador da Câmara Municipal de Fortaleza, Gelson Ferraz.

Gelson, que também é pastor da IURD, aproveitou para divulgar projetos e emendas de sua autoria no parlamento onde a democratização do evangelho e do uso da Bíblia ganham destaque. Um dos projetos dispõe da manutenção de exemplares das Escrituras nas bibliotecas públicas e unidades escolares da Capital. Em outras duas emendas do vereador as igrejas ficam isentas do Estudo de Impacto de Vizinhança que facilita abertura de novos templos assim como do pagamento do IPTU para imóveis que servem a cultos religiosos.






segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Ao alcance de todos



Fortaleza (CE) – No mesmo ano em que a Câmara dos Deputados aprovou lei que obriga cada biblioteca a ter um exemplar da Bíblia em sua unidade e disponível para a população, a Lei 9.410, de autoria do vereador Gelson Ferraz (PRB), dispõe sobre a obrigatoriedade na manutenção de exemplares da Bíblia nos acervos das bibliotecas de escolas públicas municipais de Fortaleza, no Ceará. 

No Brasil, um país predominante cristão, grande parte das pessoas, especialmente as mais pobres, nunca tiveram acesso à Bíblia Sagrada – livro de regra e fé que propicia contato com princípios éticos e morais e com valores cristãos. Ler a Bíblia para conhecer a Deus é a chave para prosperarmos e recebermos provisão para todas as necessidades. 

Porque Jesus diz: “Vós estais limpos pela Palavra que vos tenho dado.” (João 15.3) 

Se eu não leio a Bíblia, se não a examino, pratico ou a vivo, conforme Jesus ensina, se não alimento a minha vida dela todos os dias, como poderei crescer? (Salmo 119.105). A Palavra que sai da Boca de Deus e está escrita, porque foi Deus que mandou escrevê-la na Bíblia Sagrada. (2 Pedro 1.21) 

O Artigo 1º da Lei 9.410 destaca: “As unidades escolares e as bibliotecas públicas municipais manterão em seus acervos exemplares da Bíblia Sagrada, não implicando restrição ou impedimento de qualquer natureza em relação a livros sagrados de outras tradições religiosas.” 

“O nosso objetivo como parlamentar não é estabelecer qualquer obrigatoriedade ou constrangimento àqueles que vivem sua espiritualidade em comunidades não cristãs. A ação pretende permitir acesso à Bíblia a todos que assim desejarem e necessitarem dela”, justifica o parlamentar.


Fale com o vereador: gelson_ferraz@vereador.cmfor.ce.gov.br 


Por Edir Lima e Helen Assumpção
redacao@folhauniversal.com.br
 






Edição Nº 975 - Brasil, 13 de Dezembro de 2010

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

PARA GELSON, PROBLEMAS DA CIDADE RECLAMAM RECRIAÇÃO DO IPLAM

Os atuais problemas de trânsito de Fortaleza, e a necessidade de obras que venham garantir a segurança e o conforto dos usuários de transportes (coletivos e particulares) e pedestres da Capital continuam a exigir a recriação, no âmbito da estrutura administrativa da Prefeitura de Fortaleza, do Instituto de Planejamento do Município (IPLAM). Gelson Ferraz, vereador do PRB, entendendo ser a matéria de relevante interesse público, fez a proposta à prefeita Luizianne Lins, por meio de um projeto de indicação. Passados mais de 12 meses, não houve manifestação do Poder Executivo em enviar à Câmara Municipal mensagem recriando o órgão. A matéria, aprovada pelo plenário da Casa, teve parecer favorável do vereador Acrísio Sena (PT), na época líder da prefeita. Extinto na administração do prefeito Juraci Magalhães (PMDB), o IPLAM se faz necessário tendo em vista a importância deste órgão para o ordenado desenvolvimento urbano de Fortaleza. A cidade continua crescendo e incha de forma desordenada, criando uma série de problemas sociais, que desafiam os setores da administração municipal. Os atuais organismos de planejamento da cidade não estão dando respostas com a velocidade necessária às demandas apresentadas pelo quase caos urbano instalado. Essa é a preocupação fundamental do vereador Gelson Ferraz quando elaborou o projeto de indicação recriando o IPLAM. A recriação do IPLAM, com a exclusiva atribuição de planejar e de apontar soluções para uma cidade viável e sustentável do ponto de vista urbanístico – na opinião de Gelson Ferraz – recoloca Fortaleza nos caminhos de uma cidade cientificamente planejada.

Reportagem de Iran Soares - 06/12/2010

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

GELSON FERRAZ DEFENDE LUTA POR UM ESTALEIRO

O vereador Gelson Ferraz (PRB), em pronunciamento na sessão da Câmara Municipal de Fortaleza, hoje, 1º, manifestou o desejo de que o governador Cid Gomes encontrasse um município no Ceará que compreendesse a importância da construção de um estaleiro no Estado. Uma cidade, segundo ele, que aceitasse o desafio de buscar junto à presidente Dilma Rousseff (PT) a oportunidade de fazer algo concreto pelo Ceará. Gelson Ferraz participou do lançamento do Navio Sérgio Buarque de Holanda, em Niterói, Rio de Janeiro, pela Transpetro, pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Esse foi o terceiro lançado ao mar entre os 49 encomendados pela empresa, dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A madrinha da inauguração, destacou o vereador, foi a cearense Maria da Penha.  Durante o ato, o vereador disse que conversou com funcionários e engenheiros. Ele afirmou ter sido bom constatar que Lula ressuscitou a indústria naval, ensejando o atendimento da encomenda de navios feita pela Petrobras. Gelson Ferraz citou uma jovem que ascendeu dentro do Estaleiro Mauá, deixando a vassoura e o balde pela função de soldadora de tubulação. O estaleiro Mauá – observou Gelson Ferraz – foi vítima de governos anteriores que não se esforçaram para salvar a construção naval, trazendo transtornos e desespero para os profissionais. Hoje, a empresa trouxe ao país a oportunidade de construir no Brasil, para o mercado nacional e internacional, grandes embarcações. Ele defende ser necessário, também no Ceará, profissionalizar, capacitar, criar empregos e renda. Concluindo, Gelson enfatizou que o Estado do Ceará não pode se dar ao luxo de perder mais oportunidade, a exemplo do estaleiro Promar. “Precisamos muito dos investimentos externos e do Governo Federal para que o Ceará participe da divisão do grande bolo econômico”, finalizou.

Reportagem de Iran Soares

PRONUNCIAMENTO _ 01/12/2010


Senhor Presidente,
Senhoras e Senhores Vereadores,
Assessores e demais servidores,
População que nos acompanha pela TV Fortaleza e Rádio Líder FM,
Toda imprensa e todos aqui presentes,


O que me trás a esta tribuna é pra falar de uma grande emoção. Primeiro por ter recebido um convite da TRANSPETRO para participar do lançamento do Navio Sérgio Buarque de Holanda, que em apenas seis meses foi o 3º a ser lançado ao mar entre os 49 encomendados pela empresa, dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). E um fato relevante, senhor Presidente, é que a madrinha da inauguração foi a nossa guerreira cearense, a grande Maria da Penha. Lá estava presente também o nosso Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, que tem a mesma origem profissional minha, pois juntos fomos metalúrgicos. Lula foi o homem que ressuscitou a construção naval nos estaleiros com esta grande encomenda da Petrobrás. Ainda presente o Governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, comemorando com muita alegria por ver milhares de cariocas e brasileiros de outros estados vivendo com alta estima, por poderem exercer de novo suas funções de desenhistas, montadores, riscadores, engenheiros e soldadores. Lá tivemos o testemunho de uma linda jovem, que ascendeu rápido dentro do estaleiro, deixando a vassoura e o balde para trás, sendo qualificada para a função de soldadora de tubulação. Ela aproveitou a oportunidade da formação profissional que recebeu na indústria estaleiro Mauá. Ressalte-se que, num passado recente, isto só seria possível para trabalhadores do sexo masculino. Hoje, nós podemos registrar que as mulheres vêm fazendo a diferença. Foi notável a satisfação do cearense, ex-deputado, ex-senador, Sérgio Machado, Presidente da TRANSPETRO, quando anunciou o lançamento da quilha como pedra fundamental para a construção de um novo navio, já em seu estado avançado. Mas senhor Presidente, senhoras e senhores, foi triste ouvir a história do estaleiro Mauá em Niterói, depois de ter realizado tanto, construído para o Brasil e outras nações, foi vitima de governos anteriores que não se esforçaram para salvar a construção naval, trazendo transtornos e desespero para os cidadãos profissionais do ramo. Imaginem as senhoras e os senhores, que há pouco tempo atrás, esta empresa, de 147 anos, que empregava milhares de trabalhadores e ficou reduzida há apenas 30 pessoas perdidas naquela imensidão de fábrica. Hoje, depois de termos um Presidente da República que conheceu o calor de um macacão, trouxemos de volta ao nosso país à oportunidade de construir no Brasil, para o mercado nacional e internacional, grandes embarcações para o transporte marítimo. Senhor Presidente, fiquei aguardando a cerimônia e o lançamento durante 4 (quatro) horas. Mas foi muito proveitosa a espera, pois estava ao lado de um irmão, João Baptista Ferraz, mestre de transportes, aposentado, que trabalhou neste ramo durante 40 anos, inclusive no próprio estaleiro Mauá. Foi bom encontrar e conversar com engenheiros de minha época, há 35 anos, e constatar que eles continuam investindo neste ramo, acreditando que para o Brasil ter jeito é necessário profissionalizar, capacitar, criar emprego e renda, pois o cidadão quer trabalhar. Senhor Presidente, seria tão bom se o nosso Governador Cid Gomes encontrasse um município em nosso Ceará, que compreendesse o quanto é importante termos um estaleiro em nosso Estado. Um município que aceitasse o desafio do nosso Governador de buscar junto à presidente Dilma Roussef, esta oportunidade de fazer algo concreto pelo nosso Ceará. Senhor Presidente, num curto pronunciamento, o Presidente Lula fez com que milhares de pessoas, visitantes e trabalhadores silenciassem. Ele disse: “Este é o meu último pronunciamento como presidente da república em evento como este de lançamento de um navio.”  E iniciando a construção de outro, como se dissessem assim para os metalúrgicos locais: “Vamos em frente. Eu vou, mas deixo o trabalho que vocês tanto queriam.”  A indústria naval renasceu. E com ela, o sonho de milhares de brasileiros. Eu faço este registro, senhor Presidente, para que o Ceará não se dê ao luxo de perder mais oportunidades. Precisamos muito dos investimentos externos e do Governo Federal. Temos todas as condições de participarmos ativamente da divisão deste novo e grande bolo econômico. Mas precisamos de muita sensibilidade dos nossos governantes para isso.

Por enquanto é tudo, senhor Presidente.

Obrigado.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Novo canal de comunicação com o povo

Fale com o vereador:

Fortaleza (CE) – Com o objetivo de aproximar o cidadão cearense de seus representantes, foi criada uma ouvidoria popular em um dos bairros mais populosos do estado, o Conjunto José Walter. O novo canal de comunicação com o povo foi inaugurado no último dia 25 de outubro, marcado como o “Dia da Democracia”. A iniciativa é do vereador Gelson Ferraz (PRB). “Com a ouvidoria, quem mora aqui e em bairros vizinhos como Planalto Airton Senna, São Cristovão e Itapery vão poder participar mais ativamente das melhorias da região através de pedidos de limpeza, manutenção de praças e colocação de asfalto, por exemplo. Muitas vezes o cidadão nem sabe onde fica a Câmara Municipal e nem o que faz o vereador em que ele votou”, justifica Ferraz. Para os moradores, a iniciativa vai até na contramão das ações da maioria dos políticos que, depois de eleitos, se afastam dos eleitores. “Estou adorando a oportunidade até porque assim posso cobrar mais do meu vereador.Sem dúvida é uma ação corajosa e muito bem-vinda”, aprova a dona de casa Suely Costa.



Política da Fé
Edição Nº 973
Brasil, 30 de Novembro de 2010

Lançamento do terceiro navio do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef)

Vereador Gelson participou da solenidade de lançamento do terceiro navio do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef), no Estaleiro Mauá, em Niterói, no Rio de Janeiro, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O navio foi batizado com o nome do historiador, jornalista e critico literário Sérgio Buarque de Holanda, servirá para transportar derivados de petróleo e terá capacidade de levar até 48,3 mil toneladas. (19/11/2010)









quarta-feira, 10 de novembro de 2010

PRAIA DO FUTURO DEVE SER REORDENADA E NÃO DESOCUPADA, DIZ GELSON


O vereador Gelson Ferraz (PRB) trouxe, para o plenário da Câmara Municipal de Fortaleza, o debate acerca do reordenamento da Praia do Futuro, destacando alguns pontos polêmicos, como a falta de atrativos turísticos de Fortaleza, que implica a ausência de investimentos na cidade.
O vereador destacou que praticamente todo o litoral de Fortaleza atravessa uma grave crise de deficiência do Poder Público, o qual ele afirma não ter “braços” suficientes para alcançar os milhares de casos de desrespeito às posturas municipais.
Gelson ainda diz que não está defendendo os proprietários de barracas da Praia do Futuro, mas que sua preocupação está voltada para a principal atividade econômica da cidade, que está ameaçada.
“Nós temos que trabalhar essa questão com outra abordagem. Se o empresário pilhou o espaço público e construiu ali um mini resort, então a cidade deve cobrar a conta em forma de contrapartida. Seja por meio de cobranças de taxas especiais, compromisso de contratação e treinamento de mão de obra local, entre outras”, defendeu o vereador.
PACTO POR FORTALEZA – O parlamentar ressaltou ainda a reunião ordinária do Conselho Municipal de Turismo, com a participação do presidente da Casa Legislativa, Salmito Filho (PT), na tarde desta terça-feira. A ocasião foi de apresentação para o setor turístico do “Pacto Por Fortaleza – A Cidade Que Queremos até 2020.”

Reportagem de Silmara Cavalcante

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Pronunciamento realizado em 09/11/2010

Abordagem: Barracas da Praia do Futuro – Mal Necessário para a Sustentabilidade do Turismo de Fortaleza.


Senhor Presidente,
Senhoras e Senhores Vereadores,
Servidores, Imprensa presente,
Senhoras e senhores que nos acompanha nas galerias, na rádio e na Internet,

O meu Bom Dia a Todos.

Eu tenho a honra, senhor Presidente, de presidir a Comissão de Turismo desta Casa, e nesse período conseguir me aproximar e trabalhar junto com as pessoas que constroem a indústria do turismo em Fortaleza.

Nós estamos aprendendo muito sobre a cidade, sobre a importância econômica dessa atividade, sobre a sua indispensável participação na balança de empregos da cidade, enfim, temos a plena ciência da importância do turismo para o município como um todo.

Definitivamente, nós somos um dos principais destinos indutores do turismo no Brasil e com destaque no cenário mundial. É claro que o turista tem bons motivos para vir à Fortaleza.

Infelizmente, os maiores atrativos para os turistas visitarem Fortaleza são: Praia do Cumbuco, Canoa Quebrada, Jericoacoara, o Beach Park e os hotéis e resorts dos litorais leste e oeste.

É uma constatação infeliz, mas os atrativos maiores para os turistas estão todos localizados em outros municípios.

Nos resta, então, o Mercado Central, o Dragão do Mar, nossa culinária, o show de humor e a única estrutura capaz de receber bem o turista na Capital, que é a Praia do Futuro.

Vejam bem senhores. Não há qualquer investimento mais efetivo no quesito atração turística em Fortaleza. A única solução continuada é a Praia do Futuro. E é justamente sobre esse conjunto de infra-estrutura turística que se debruça de forma contrária o Poder Público.

Eu já havia denunciado aqui nesta Tribuna, que após a construção dos aeroportos de Aracati e Camocim, Fortaleza será evitada por uma quantidade considerável de turistas, que desembarcarão diretamente nesses municípios do interior. Passar em Fortaleza pra quê? A não ser que seja para dar uma passadinha no Beach Park, em Aquiraz, ou para algumas compras no Mercado Central.

Há alguns anos eu sou a voz da legalidade, do planejamento e ordenamento urbano da cidade, enfim, há anos eu defendo que as nossas leis, principalmente as normas urbanísticas sejam efetivamente cumpridas.

Mas de uma forma brusca, sob a alegação de que na Praia do Futuro impera a desordem urbana, acabar com a única, eu repito senhoras e senhores, a única infra-estrutura turística de praia da cidade, parece uma ação temerária e difícil de engolir.

A Praia do Futuro está repleta de ocupações irregulares? É esta a constatação? Eu quero é uma novidade. As ocupações irregulares começam pelas mansões ali em cima das dunas, passando pelos loteamentos irregulares, favelas e hotéis de luxo em “terras de marinha”.

Enfim, praticamente todo o litoral de Fortaleza, juntamente com o resto da cidade, atravessa uma grave crise de deficiência do Poder Público, que não tem braços suficientes para alcançar às dezenas de milhares de casos de desrespeito às posturas municipais.

A Praia do Futuro tem de ser reordenada e não desocupada. Esta é uma questão muito séria.

Se vamos reordenar, eu pergunto as senhoras e senhores, porque que este esforço não chega até a Beira Mar, que está intrafegável, e não falo dos automóveis. Para caminhar na Beira Mar, o indivíduo tem que ser bom em desviar das centenas de ambulantes, que vendem desde pipoca até tênis “importado”, entre aspas, da China.

Ou se pensa em uma ação geral e irrestrita, ou nós vamos estar sempre debatendo temas pontuais como o da Praia do Futuro.

Não estou aqui em defesa de proprietário de barracas da Praia do Futuro. Minha preocupação é voltada exclusivamente para a principal atividade econômica da cidade, que está ameaçada. E tudo isso às vésperas da Copa de 2014.

Coibidos os exageros, a Praia do Futuro, com a sua infra-estrutura de praia, deve ser preservada.

Nós podemos trabalhar essa questão com uma outra abordagem.

Se o empresário pilhou o espaço público e construiu ali um mini resort, então a cidade deve cobrar a conta em forma de contrapartida. Seja através de cobranças de taxas especiais para essa ocupação, além das que já são devidas à União; seja através do compromisso de contratação e treinamento de mão de obra local, através de programas da prefeitura; seja através de um imposto social.
Qualquer que seja a alternativa, será melhor do que simplesmente deixarmos aquele espaço vazio, sem uso, e exposto a ocupação da bandidagem.

Nós temos que avaliar um outro aspecto importante, que é a quantidade de gente desempregada que essa decisão da Justiça, motivada pelo Ministério Público, pode causar.

Hoje teremos reunião do COMTUR e nós vamos, então, tirar um calendário de atividades, visitas e talvez até uma audiência pública para tratar a questão de uma maneira mais adequada por parte do Legislativo.

Eu quero concluir essa parte, senhor Presidente, manifestando aqui a minha preocupação, como presidente da Comissão de Turismo, e temente da nossa já desvantajosa situação, que será bastante agravada com o fim das barracas da Praia do Futuro. E esta Casa tem de tomar uma posição sobre isso.

A outra questão que eu gostaria de abordar, senhoras e senhores, é também um convite, para que possamos prestigiar hoje, a partir das 14h, no Hotel Sonata, quando teremos mais uma reunião ordinária do Conselho Municipal de Turismo, o COMTUR, que terá a participação do Presidente Salmito Filho, que estará ali apresentando para o setor turístico, o Pacto por Fortaleza, este importante instrumento de discussão da cidade.

O outro destaque que eu gostaria de fazer é sobre a brilhante iniciativa do Secretário de Meio Ambiente, Dr. Deodato Ramalho, na promoção do Seminário Internacional de Serviços Ambientais e Planejamento Urbano, que acontecerá a partir de amanhã, no auditório da FIEC, e que trará para a pauta, finalmente, uma discussão com diversos especialistas brasileiros e de outros países, sobre a questão do planejamento urbano e ambiental.

Eu quero inclusive sugerir à Mesa Diretora, que possa ver a possibilidade de viabilizar a participação, se não de todos, mas da maioria dos vereadores de Fortaleza e assessores nesse seminário, que é imperdível.

Certamente que trará bons frutos para a nossa concepção de cidade e influirá de maneira direta no nosso múnus de legislar.

Por enquanto é tudo, senhor Presidente, e eu fico na esperança de que a Justiça Federal e Prefeitura de Fortaleza tenham, ainda mais, o bom senso no trato da questão da Praia do Futuro, por tudo aquilo que levantamos no pronunciamento de hoje.

Obrigado.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

OUVIDORIA DO CONJUNTO JOSÉ WALTER É INAUGURADA

Os moradores do Conjunto José Walter, na Capital, já podem comemorar e utilizar os serviços da Ouvidoria do Povo. A iniciativa de criar este equipamento inédito para a comunidade é do vereador da Câmara Municipal de Fortaleza, Gelson Ferraz/PRB.
A inauguração contou com a presença de moradores, da imprensa e também do Ouvidor da Assembléia Legislativa do Ceará, deputado Ronaldo Martins. Antes de abrir oficialmente o espaço, que fica na Rua 26, número 90, primeira etapa do conjunto, Gelson Ferraz enfatizou que “a ideia é aproximar o parlamentar do povo e disponibilizar um canal de reivindicação para a comunidade, além de celebrar a cidadania”. O evento ocorreu no Dia da Democracia para dar ainda mais razão às palavras do vereador.
Moradores ouvidos confirmaram a importância da Ouvidoria do Povo onde podem, a partir de agora, exercer um papel mais ativo na construção de um bairro melhor.




sábado, 23 de outubro de 2010

JOSÉ WALTER TERÁ OUVIDORIA POPULAR


Com o objetivo de intermediar as demandas da população do Conjunto José Walter e adjacências com o município de Fortaleza, o vereador Gelson Ferraz (PRB) vai inaugurar oficialmente na próxima segunda-feira, 25, às 9h, na rua 26, n° 90, a Ouvidoria Popular. A data foi escolhida especialmente por tratar-se do Dia Nacional da Democracia.
A iniciativa do vereador que é inédita na Capital Cearense, já vem funcionando há quatro meses, período de experiência, que Gelson Ferraz já constatou sua eficiência. Neste tempo, uma das reivindicações que mais ouviu da população foi a reformulação da política do Centro Social Urbano Adauto Bezerra.
O equipamento foi lembrado como importantíssimo para os moradores do bairro, que há alguns anos era bastante frequentado, e hoje está subutilizado, mesmo com toda sua estrutura de esporte e lazer. Segundo o vereador, o objetivo agora é reativá-lo.
Para receber a comunidade foram capacitados dois profissionais que vão colher as informações, classificá-las e depois encaminhá-las para os órgãos competentes da Prefeitura. O horário de Funcionamento da Ouvidoria Popular será de 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.
A ouvidoria Popular também deve estender seu serviço para outros bairros de Fortaleza, como Messejana e Parangaba. Além destes lugares, o vereador também pretende tornar a Ouvidoria itinerante. “Político deve estar o mais perto possível do povo, todos os dias do ano, sem medo de ser cobrado”, justifica Gelson.

Conjunto José Walter ganha Ouvidoria Popular

No Dia da Democracia ação inédita aproxima a comunidade do poder legislativo


“O governo do povo, pelo povo e para o povo”. Esta frase representa bem o sentido de democracia que, no nosso vasto calendário de datas comemorativas, celebramos nesta segunda-feira, dia 25 de Outubro.

Pensando nessa tão cara democracia o Conjunto José Walter, na Capital vai ganhar a primeira Ouvidoria Popular. A ideia nasceu do trabalho e da ousadia do vereador da Câmara Municipal de Fortaleza, Gelson Ferraz/PRB.Segundo ele, “político deve estar o mais perto possível do povo, todos os dias do ano, sem medo de ser cobrado”.

Botando na prática a filosofia de servir Gelson Ferraz escolheu a data que celebra a democracia para disponibilizar a Ouvidoria Popular aos moradores de um dos bairros mais famosos e importantes de Fortaleza.

O espaço já está prontinho para recebe os anseios, dúvidas e demandas da comunidade pertinentes ao trabalho do parlamentar, da Câmara Municipal, as necessidades do bairro, propostas de projetos dentre outros assuntos importantes sem falar na educação de cidadania que a ação envolve.

A OUVIDORIA POPULAR vai ser inaugurada dia


25 DE OUTUBRO, segunda-feira
a partir das 09:00 HS
na RUA 26, Nº 90
CONJUNTO JOSÉ WALTER – I ETAPA


GABINETE DO VEREADOR GELSON FERRAZ
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

MOVIMENTO PRÓ-DILMA AGITA CENTRO DE FORTALEZA

 PRB eleva o grito “Dilma, Presidente!” 

Centenas de militantes, simpatizantes, políticos e jornalistas movimentaram o Centro de Fortaleza neste final de semana. Foi a ação cearense pela eleição à presidência da república da candidata Dilma Rousseff.

O local escolhido foi a praça do Ferreira, coração da cidade. Para lá se dirigiram os mais expressivos líderes políticos do nosso Estado, como o senador eleito, José Pimentel, o governo reeleito Cid Gomes, o presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho e o vereador e presidente regional do PRB, Gelson Ferraz.

Aliás, o que não faltou foi a militância do Partido Republicano Brasileiro, de longe, uma das mais destacadas entre as legendas presentes. Atualmente o PRB faz parte da coligação que trabalha pela eleição de Dilma.

Acompanhe as imagens do movimento. 




domingo, 17 de outubro de 2010